Uncategorized

Jan Session marca abertura oficial do V Festival Internacional da Sanfona

Emoção e musicalidade não faltaram na Jan Sanfona Session que abriu oficialmente a V edição do Festival Internacional da Sanfona na noite dessa quarta-feira (14), no Foyer do Centro de Cultura João Gilberto. Targino Gondim, Chico Chagas, Silas França e o Quinteto Sanfônico do Brasil foram os artistas que dedilharam o teclado da sanfona e mostraram para o público que prestigiou o evento parte da sonoridade que o instrumento possui.

Sempre acompanhados da Banda Base da Jan, formada por Edésio César, Soneca Martins, Pablo Wesley, Fernando Nunes e Celso de Carvalho, os instrumentistas apresentaram um repertório eclético e rico, composto por clássicos da MPB e também de referências do estilo clássico, que muitas vezes levou o público a interagir e cantar as letras das músicas.

“Estamos abrindo oficialmente o evento e de hoje até sábado, dia 17, a sanfona ocupa lugar de destaque, ela sempre estará no centro do palco, com todos os holofotes voltados para ela. Durante os 4 dias de festival temos uma vasta programação, totalmente gratuita, com oficina, workshops, exposições, Jan Sanfona Sessions e shows, tudo isso voltado para a ampliação do conhecimento e do potencial desse belo instrumento tão conhecido, por todos nós nordestinos, brasileiros e também por todo o mundo”, destaca Targino Gondim, curador do festival durante sua fala na abertura oficial do festival.

Celso de Carvalho diretor geral do festival explica que o sucesso da Jan Session na edição passada do festival foi o fator determinante para que a mesma fosse responsável pela abertura da V edição. “A jam sanfona session foi lançada na quarta edição do festival, e em apenas uma edição consolidou-se como um ponto de encontro de sanfoneiros e músicos, gerando momentos impares para os admiradores da sanfona e da boa música, é um momento muito interativo e bacana dentro do festival e quem comparecer todo final de tarde, até a sexta-feira, penúltimo dia de festival, no foyer do centro de cultura, com certeza vai aproveitar”, destaca Celso de Carvalho.

O advogado juazeirense Natanel Moura relata que acompanha o festival desde as primeiras edições e sempre aguarda com expectativa notícias sobre a edição seguinte. “Gosto muito de prestigiar, pois é um evento que valoriza a nossa cultura e também nos mostra a riqueza sonora de um instrumento que normalmente só apreciamos sendo usado para ritmos regionais”, disse Natanael Moura. Já o comerciante Arnaldo Aquino, conta que sempre participa do festival para poder lembrar de momentos culturais que viveu na sua adolescência. “Na minha adolescência meus pais tinham o costume de levar a família para eventos culturais, voltados para a boa música, para o enriquecimento cultural, e o Festival Internacional da Sanfona é isso, uma oportunidade de rememorar, reviver essa época. É muito bom vermos eventos serem realizados voltados para a divulgação da cultura e podermos participar”, declarou o comerciante.

Entre os dias 14 e 17 de novembro, o Centro de Cultura João Gilberto sediará a programação do Festival que traz: exposição temática, oficina, workshops, Jam Sanfona Sessions e uma série de shows que esse ano acontecem na arena do Centro de Cultura João Gilberto. As atividades, todas gratuitas, começam às 9h, no Foyer, estendendo-se por todo o dia com oficina no turno da manhã, e workshop e Jan Sanfona Session  no turno da tarde, e culminam com o início dos shows, no palco do teatro de arena com apresentações de artistas de renome internacional, a exemplo de Simone Zanchini (Itália), Jason O’Rourke (Irlanda do Norte), Chico Chagas, Mestrinho,  Targino Gondim, Quinteto Sanfônico do Brasil, Maryanne Francescon, Edglei Miguel, Silas França, Daniel Itabaiana, entre outros.

O Festival Internacional da Sanfona é uma realização da Conspiradoria Projetos e Produções e Toca Pra Nós Dois Produções e Eventos Ltda, conta com o apoio financeiro do Governo do Estado da Bahia via Fundo de Cultura, através do Edital de Eventos Calendarizados 2016, e apoio institucional da Convocatória Ocupe Seu Espaço, ambos da Secretaria de Cultura da Bahia.

Leave a Reply