Uncategorized

Workshop com instrumentista irlandês movimenta tarde de sexta-feira do V Festival Internacional da Sanfona

Um púbico com sede de conhecimento pela sanfona e sua sonoridade participou do workshop “A Importância da Concertina na Música Irlandesa”, ministrado pelo irlandês Jason O’Rourke, na tarde dessa sexta-feira (16), na sala multiuso do Centro de Cultura João Gilberto.  O evento integra a programação formativa do V Festival Internacional da Sanfona que começou na quarta-feira (14) e vai até o sábado (17), em Juazeiro – BA.

Com o objetivo de aprofundar o conhecimento dos participantes no universo da sanfona o workshop ministrado pelo renomado instrumentista irlandês com trabalhos aclamados pela crítica por refletirem um estilo particular de tocar concertina que o mesmo desenvolveu, com base no estilo rítmico da música tradicional no Norte da Irlanda, Jason O’Rourke, abordou a música irlandesa tradicional e a história da concertina e sua importância para a cultura irlandesa.

“É a minha primeira vez no Brasil e estou maravilhado com a receptividade e riqueza cultural, principalmente do festival. Já faz algum tempo que me dedico a realização de workshops para divulgação da musica irlandesa através da concertina, mas a experiência de hoje com certeza fará parte das minhas memórias como uma experiência inovadora e marcada pelo interesse e interatividade do publico para com a cultura musical do meu país”, ressalta o instrumentista irlandês Jason O’Rouke.

A bióloga e estudante em sanfona  Cassia Moruz, veio da capital baiana para prestigiar o festival e declarou está encantada com a riqueza e diversidade cultural do evento. “Fiquei sabendo do festival pelas redes sociais do Targino e junto com um grupo de amigos nos organizamos para vir. É a primeira vez que venho a Juazeiro e estou encantada com a cidade, a hospitalidade e calor humano do juazeirense. O festival é um evento impar e o meu conselho é: todos que tiverem oportunidade participem, pois vale a pena viver o universo da sanfona dentro do evento” declarou Cassia Moruz.

Já o engenheiro agrimensor Elmo Leonardo, que também veio de  Salvador para acompanhar a programação formativa do festival, relata que se interessou pelo workshop do instrumentista irlandês no intuito de conhecer a forma diferenciada de se tocar a concertina. “O estilo musical que ele toca pode parecer fácil, mas é bem mais complexo devido as marcações e riqueza de nuances. Gostei muito, gravei parte das musicas que ele tocou e vou começar a praticar o estilo musical característico da Irlanda” explica Elmo.

No sábado (17) acontece o ultimo worshop do festival, “A História da Sanfona e Seus Sotaques”, que será ministrado pelo acordeonista, pianista, compositor e produtor acreano Chico Chagas, citado na revista europeia ”Accordion Magazine” como um dos grandes nomes do acordeon mundial.

O Festival Internacional da Sanfona é uma realização da Conspiradoria Projetos e Produções e Toca Pra Nós Dois Produções e Eventos Ltda, conta com o apoio financeiro do Governo do Estado da Bahia via Fundo de Cultura, através do Edital de Eventos Calendarizados 2016, e apoio institucional da Convocatória Ocupe Seu Espaço, ambos da Secretaria de Cultura da Bahia.

Leave a Reply